segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Não existem “brincadeiras violentas”,existe sim, um espaço dentro da brincadeira onde a ansiedade, a revolta, a raiva pode ser expressa


Quando as crianças durante as suas brincadeiras, podem expressar as suas angústias e frustrações, conseguem aliviar-se do peso emocional destes sentimentos.
Quando as crianças podem dramatizar em pequenas brincadeiras: o lobo mau, a professora castigadora, o pai rezingão, podem de forma saudável, dar voz as suas personagens interiores,isto, lhes permitirá conhecer melhor as suas emoções e os seus estados emocionais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe um comentário