quarta-feira, 27 de julho de 2011

Barbatuques e o trabalho com as crianças



Quando falo, que é importante deixar a criança falar da sua experiência, do que sentiu e aprendeu durante o processo, há gente mal formada, que torçe o nariz...enfim, faltam as referências tão importantes para ser um orientador empático.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe um comentário