segunda-feira, 23 de agosto de 2010

MAS AFINAL, PORQUE FAZER TEATRO?

É simples, as técnicas teatrais estão ocupando actualmente espaço na formação profissional e recebendo adeptos de diversas profissões.
Políticos fazem cursos de teatro, para melhorar a oratória. Advogados fazem cursos de teatro, para aprender como utilizar a sua expressividade. Professores fazem cursos de teatro, para aprender jogos dramáticos e utiliza-los em sala de aula.
O teatro além de ser uma arte de entretenimento, é uma arte extremamente rica ,porque integra várias áreas do conhecimento humano.
Claro que ninguém é obrigado a fazer teatro, e que, antes de fazer a sua inscrição, é importante que se pergunte: o que pretendo com esta experiência?
Desta forma, poderá escolher fazer  um curso de formação de ator- com intuito a profissionalizar-se, ou, fazer um curso de curta duração, voltado para o desenvolvimento de competências comunicacionais.
Mas se ainda estiver em dúvidas, veja algumas aprendizagens que poderá conquistar:

TRABALHAR A VOZ

Sim, trabalhar a voz e conhecer os mecanismos da fala, é matéria muito importante para qualquer profissional . Durante o curso,vai aprender a respirar saudavelmente e a articular bem.
Em pouco tempo, se sentirá seguro e a sua comunicação melhorará a 100%.

TOMAR CONSCIÊNCIA DO CORPO

Palavra chave: postura. Através de exercícios variados, que incluem dançar, movimentar-se no espaço ou até  mímicas, pouco a pouco, vai tomar consciência do seu corpo, ao aprender movimenta-lo livremente.
Esqueça a velha ideia de andar com um pesado livro na cabeça para conquistar um andar seguro e confiante. No teatro, o corpo é trabalhado de dentro para fora.
Primeiro: a pessoa aprende a observar o seu corpo, depois: a expressa-lo.
FAZER PARTE DE UM GRUPO

Sendo uma arte que valoriza o domínio sócio afetivo, aqui seguramente vai aprender a "saber estar".
Claro que esta aprendizagem também depende da sua capacidade individual de doar-se de forma honesta e verdadeira.O grupo investirá em si, o que investir no grupo.
Falar de si, demonstrar afeto, ter um espaço sem críticas para expressar-se , fazem parte da pratica diária de um grupo de teatro.Ao entrar em contacto com as suas emoções, e com as emoções do outro e das personagens, vai claramente aumentar os níveis de assertividade e empatia, que são tão importantes para uma vida plena.

2 comentários:

  1. Oi, Cíntia, adorei sua visita no Gato de Sofá. Adorei ainda mais encontrar mais uma interlocutora para este diáologo sem fim que é a literatura para crianças. É sempre bom encontrar pares, mesmo que um oceano nos separe. Voltarei sempre por aqui para saber o que anda acontecendo por aí. bjs
    Luciana Conti

    ResponderEliminar

  2. Estragon - É isso mesmo, vamos contradizer-nos.
    Vladimir - Impossível.
    Estragon - Achas?
    Vladimir - Já não corremos o risco de pensar.
    Estragon - Então de que é que nos estamos a queixar?
    Vladimir - O pior não é pensar.
    Estragon - Talvez não. Mas pelo menos há isso.
    Vladimir - Isso o quê?
    Estragon - É isso mesmo, vamos fazer perguntas um ao outro.
    Vladimir - O que é que queres dizer com pelo menos há isso?
    Estragon - Pelo menos há menos miséria.
    Vladimir - É verdade.
    Estragon - Bom. E se déssemos graças à nossa felicidade?

    De Samuel Beckett em À Espera de Godot

    ResponderEliminar

Deixe um comentário